3 de setembro de 2013

Multitarefa

Fonte: Reprodução:http://www.gadgetreview.com
Você está fazendo uma tarefa, quando o telefone toca. Enquanto conversa você vê que chega um e-mail pedindo confirmação de uma reunião e digita uma resposta, logo, faz notas sobre tarefas daquilo que precisa apresentar, finaliza a ligação enquanto já está com o celular na mão e dá um clique para ver uma mensagem que chegou e começa a responder. Quando alguém no mesmo ambiente chama seu nome e faz uma pergunta. 


Socorro!!! Não é?! Mas quantas vezes não nos vemos em situação parecida? 


Multitarefa é a habilidade de realizar várias coisas ao mesmo tempo. Em um mundo com muita informação e que vive em um ritmo frenético isso pode ser visto muitas vezes como qualidade. Mas engana-se que quem pensa que fazer várias coisas em simultâneo é mais eficiente, o cérebro tem uma capacidade limitada de processamento de informações e não está preparado para se concentrar em mais de uma tarefa ao mesmo tempo.    

A revista Time, em parceria com a Inc. publicou um artigo recente interessante sobre multitask, que é o termo em inglês, que mostra que a mente humana não é preparada para ser multitarefa e que esta pode ter efeitos nocivos a longo prazo na função cerebral.
Fonte: Reprodução/Mind Tools

Em um estudo de 2009, o pesquisador de Stanford Clifford Nass desafiou 262 estudantes universitários para completar experimentos que envolveram três coisas: (a) realizar atividades, (b) filtrar informações irrelevantes, e (c) usar a memória de trabalho. A expectativa era mostrar o quanto que fazer várias coisas ao mesmo tempo poderia ser produtivo, entretanto, o resultado foi totalmente o oposto. Eles descobriram as pessoas multitarefa foram péssimas nas três tarefas avaliadas.

Os indivíduos multitarefa, se comparados aos que se dedicam apenas a uma atividade, frequentemente apresentam resultados inferiores, pois reduzem sua capacidade de compreensão e precisão de respostas.

O artigo publicado coloca multitarefa como um estado que podemos vivenciar de forma momentânea ou crônica, que é quando torna-se freqüente estar multitarefa e constitui um hábito. Quando alternarmos tarefas, as nossas mentes precisam se reorientar para lidar com as novas informações. Se fizermos isso rapidamente, como quando estamos multitarefa, nós simplesmente não podemos dedicar a nossa concentração total a cada mudança de foco. Portanto, repercute na qualidade do trabalho, que quanto mais complexo e técnico tem mais probabilidade de haver perda de qualidade. 


Outra grande desvantagem para multitarefa é o efeito que tem sobre os nossos níveis de estresse. Lidar com várias coisas ao mesmo tempo nos faz sentir sobrecarregados, esgotados e exaustos. Mas quando concentramos em uma coisa sentimos melhor e fluindo.


Fonte: Reprodução: multitaskerformobiles.blogspot.com

Se identificou com o estado multitarefa? Eu também, e estava refletindo sobre isso, muitas vezes estamos no modo multitarefa sem nos darmos conta. É preciso primeiramente identificar o quando isso acontece. Normalmente quando se tem muitas pastas e papéis na mesa, quando há várias abas abertas no computador. E claro, é mais provável estar neste modo quando interrupções são freqüentes, sendo por regulação interna ou influências ambientais e externas.


O artigo tem ainda, algumas sugestões para ajudar a reduzir a multitarefa:


"·        Planeje o seu dia definindo horários específicos para fazer chamadas, responder e-mails e fazer pesquisas.
·         Saiba como melhorar sua concentração para que você possa prestar atenção​ em uma tarefa de cada vez. Isso pode parecer estranho no início, se você costuma ser multitarefa. Mas você vai se surpreender com o quanto você rende mais apenas por se concentrar em uma coisa de cada vez.
·         Toda vez que você desejar parar e verificar seu e-mail ou fazer uma chamada quando deveria estar fazendo outra coisa, respire profundamente e resista à tentação. Concentre sua atenção de volta para o que você deveria estar fazendo.
·         Se você recebe um alerta sonoro ou visual quando e-mails chegam, desligue. Isso pode ajudá-lo a evitar a tentação de verificar sua caixa de entrada sempre que você receber novos e-mails.
·         Sempre que você encontrar-se multitarefa, pare. Tire cinco minutos para sentar-se calmamente em sua mesa com os olhos fechados. Mesmo pausas curtas como esta podem centrar a sua mente, reduzir seus níveis de estresse e melhorar a sua concentração. Além disso, ele pode dar a seu cérebro uma pausa bem-vinda durante um dia agitado.
·         Haverá momentos em que algo urgente surge e você não pode evitar interrupções. Mas, em vez de tentar ser multitarefa, pare e faça uma nota de onde você deixou a sua tarefa atual. Registre quaisquer pensamentos que você teve sobre como avançar. Em seguida, lide com o problema imediato, antes de voltar para o que estava fazendo. Desta forma, você vai ser capaz de lidar com ambas as tarefas bem, e você vai deixar-se com algumas pistas para ajudá-lo a reiniciar a tarefa original mais rapidamente.
·         Se você encontrar sua mente vagando em um momento que você deve se concentrar em outra coisa, precisa guiar os seus pensamentos de volta para o que você está fazendo, colocando-se no momento. Por exemplo, você pode estar sentado em uma importante reunião com a equipe, mas pensando em um discurso que você estará dando breve. Diga a si mesmo: "Eu estou neste encontro, preciso concentrar no que estou aprendendo aqui." Muitas vezes, reconhecer o momento pode ajudar a mantê-lo focado." (Mind Tools
Fonte: Reprodução: www.universoyoga.org.br 
Concentrar na respiração também pode apoiar muito nisso de nos mantermos no presente! Agora que sabemos disso tudo, vamos nos organizar, eliminar distratores e eleger uma ordem de prioridade para fazer as coisas?

Nossos cérebros agradecem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expressar Impressão