16 de outubro de 2013

Fui assaltada!

Se isso te chamou atenção para continuar a ler, você precisa da mensagem que tenho para trazer hoje. Essa não é mais uma manchete que nos convida a ter medo, falta de crença na humanidade e desconfiança nas pessoas.

É impressionante como as notícias ruins chamam atenção e se disseminam facilmente, temos várias delas diariamente nos bombardeando por diferentes meios de comunicação. Quase nunca recheadas de esperança e otimismo, dão voz ao mal, espaço publicado e além disso texto, imagens e o que mais seja possível.

Posso fazer diferente?

Fonte: Reprodução/www.osvigaristas.com.br
Gostaria de deixar a minha notícia boa para todos vocês com relação à esse fato. Fui assaltada por dois homens armados, um tremendo susto, mas sou grata. Não pelo palpitar do coração e respiração ofegante, nem pelo choro de nervoso e a percepção do que poderia ter acontecido. Não seria tão romântica a ponto de ficar feliz com a violência explícita ou velada. Mas grata, porque pude re-significar a importância de cada dia de vida, me realinhar com o sentido de existir.

E em especial, por ter conhecido cinco pessoas que nunca havia visto antes na vida. Anjos em forma de gente! Pessoas que naquele momento puderam me acalmar, acolher, confortar e ajudar a voltar ao meu centro de equilíbrio emocional. Gostaria de dizer ao mal estampado em revistas e jornais, noticiado em TVs, redes sociais e comentado boca-a-boca: Jogo no outro time, do bem, e vencemos nesse dia! E podemos vencer em muitos mais!!! Dois homens me assaltaram, mais do que o dobro de pessoas me acolheu!!! O bem não está em silêncio, tem corpo, palavras, um abraço, um copo de água e traz a fé de que dias melhores podem vir. Obrigada a quem joga pra esse time, independente da posição que ocupa nele!

Somos do bem, bons e juntos, melhores ainda! 


Um comentário:

Expressar Impressão